The best bookmaker bet365

Дървен материал от www.emsien3.com

Representantes da educação particular listam 10 propostas de políticas públicas para o setor

Em: 21 Setembro 2022 | Fonte: Educação Mais Forte

Novas formas de financiamento estudantil e ampliação do ProUni englobam as sugestões endossadas por mais de 10 entidades educacionais

 

Com o objetivo de colocar a educação como prioridade na pauta política brasileira, o Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, por meio do movimento #EducaçãoMaisForte, lançou o documento “10 propostas para políticas públicas educacionais nos próximos anos”. A lista de propostas é fruto de análises estratégicas e deliberação política das principais organizações que atuam para o fortalecimento da educação particular no Brasil.

Todos os candidatos que desejarem participar podem assinar o documento e se declararem comprometidos com a causa.

Celso Niskier, diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e secretário executivo do Fórum, considera que investimentos no setor e a formação de profissionais qualificados são a mola mestra para que o Brasil alcance lugar entre as nações mais desenvolvidas.

“O assunto deve ser amplamente debatido durante campanhas e entre os futuros governantes que devem empenhar esforços e investimentos para que estudantes universitários e futuros estudantes que ainda não ingressaram no ensino superior por falta de condições financeiras, não fiquem desamparados em seus sonhos de um futuro melhor”, afirma.

 

Conheça as 10 propostas:

1 - Modernizar o marco regulatório da avaliação e da supervisão;

2- Criar um novo modelo de financiamento estudantil;

3- Ampliar o ProUni e reabrir o ProIES;

4- Oferecer linhas de financiamento para estímulo à inovação nas IES;

5- Aprovar uma reforma tributária justa para a educação;

6- Desenvolver mecanismos de integração da educação superior com a educação básica;

7- Revisar a legislação da educação brasileira para contemplar as metodologias híbridas;

8- Integrar as IES ao mundo do trabalho;

9- Ampliar a participação das IES privadas nos conselhos de órgãos de governo;

10- Estimular a internacionalização da educação superior particular.

 

Para saber detalhes sobre cada uma das propostas, acesse o site do movimento #EducaçãoMaisForte (https://educacaomaisforte.org.br/), onde também é possível conhecer candidatos comprometidos com a causa. Todos os envolvidos assumem o compromisso com as instituições de ensino, os estudantes e toda a sociedade brasileira.

* Para candidatos que queiram integrar a rede que visa fortalecer a educação brasileira, basta enviar e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  com nome, contato, cargo que disputa, estado, foto e minibiografia.

 

Sobre Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular

Criado no dia 9 de abril de 2008, o Fórum tem como objetivo defender os legítimos interesses do ensino superior particular. Sua missão é formular propostas que visem a assegurar o direito da livre iniciativa das instituições educacionais, de maneira a privilegiar o desenvolvimento do setor, sempre dentro dos princípios da qualificação da oferta de seus cursos e do melhor atendimento de seus estudantes. 

O Fórum é constituído pelas seguinte entidades: ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior); ABRAFI (Associação Brasileira das Faculdades); ANACEU (Associação Nacional dos Centros Universitários); SEMESP (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior); CONFENEN (Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino); FENEP (Federação Nacional das Escolas Particulares); SEMERJ (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior do Estado do Rio de Janeiro); ABAMES (Associação Baiana das Mantenedoras do Ensino Superior) e AMPESC (Associação de Mantenedoras Particulares de Educação Superior de Santa Catarina).

Online bookmaker Romenia betwin365.webs.com